sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Robô vai à escola no lugar do aluno real


Parece cena de filme de ficção, mas é só mais um dia de aula na escola de número 166, em Moscou, capital da Rússia. O robô Stepan assiste às aulas para ajudar um menino de 12 anos com leucemia a acompanhar as matérias. Enquanto isso, o Stepan humano – cujo sistema imunológico está frágil demais para que ele possa sair de casa – senta-se diante do computador em casa e participa das aulas com a ajuda do amigo eletrônico.

Os olhos do robozinho, equipados com webcan , captam as imagens da sala de aula e as trasmitem em tempo real para o computador no quarto do menino. Uma tela na parte frontal do equipamento permite ao aluno intervir para pedir explicação à professora ou responder uma pergunta.

Fotos: AFP

Desde setembro, Stepan de lata tem ajudado o Stepan de carne e osso a acompanhar as aulas de história, geografia, inglês e francês. Outras matérias, como russo e matemática, ainda necessitam de visitas do professor à casa do garoto.

O garoto diz que se sente como se estivesse na classe, pois consegue controlar os movimentos do androide. “Posso alterar a velocidade e mover a cabeça. Sinto como se estivesse na classe", conta. Embora seja agradecido ao robô, ele espera voltar em breve para a escola, participando das travessuras que só acompanha pela tela.

Um comentário:

eliane disse...

Pena que esse robô está tão longe da nossa realidade, enquanto isso meu filho segue em educação domiciliar aqui em Ribeirão Pires