sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Você já fez capucheta?

Se nunca ouviu essa palavra, saiba que capucheta é um tipo de pipa feita de jornal, que não usa vareta e se infla com o vento. É muito frágil e rasga com facilidade quando enfrenta vento mais forte. Mas como sua execução é muito simples, outra pode ser feita em alguns minutos.

Era uma grande diversão para a garotada antigamente, já que não necessita de quase nada: apenas jornal e linha. Agora dá para sofisticar um pouquinho e usar fita adesiva nas extremidadas para que o papel não rasgue com tanta facilidade.

Não é muito fácil empiná-la nem mantê-la no alto. O grande desafio é justamente este: ver quem consegue mantê-la no céu por mais tempo e subir o máximo que puder. Topa tentar?
Então mãos à obra. Siga as fotos do modelo feito pelo Fernandes:


1. Você vai precisar de uma folha de jornal, tesoura, linha 10 de pipa, clipe ou palito de dente e fita adesiva larga.

2. Dobre o jornal conforme a figura, meio de lateral.
3. Corte no formato.
4. Abra a folha de jornal que deve formar uma pipa (como dois triângulos grudados).

5. Faça uma dobra menor na lateral, como a figura, para deixar a pontinha do triângulo menor no centro da pipa.
6. Faça o mesmo na outra ponta.
7. Vire do outro lado.



8. Faça uma dobra na parte superior, conforme a figura.
9. Vire novamente e veja como ficou.
10. e 11. Cole fita adesiva nas três pontas como reforço.



12, 13 e 14 . Fure as pontas reforçadas com clipe ou palito de dente.


15. Corte uma linha com cerca de 70 cm e amarre nas laterais para formar o estirante.
16. Faça um lacinho no meio do estirante, onde depois deve ser amarrada a linha.
17. Agora corte cerca de 30 cm de linha para amarrar a rabiola no pé da pipa.


18. Corte três tiras de jornal para fazer a rabiola.
19. Junte as três tiras e amarre.
20. Amarre a rabiola na linha.

21. Já está pronto. Agora é só soltá-la com linha 10 e se divertir!


Surpreenda seu avô e o convide a empinar a capucheta. Ele vai curtir muito e você também.
Acredita-se que o nome dessa pipa deriva da palavra capucha, que designa um tipo de capuz ou capa feminina que cobre apenas a cabeça e os ombros, utilizado nos povoados de regiões frias e montanhosas de Portugal. E a capucheta funciona mesmo como um pequeno capuz. Faça o teste!
TEM MAIS
Agora dê uma olhada na edição do Diarinho deste domingo e confira os cuidados necessários na hora de empinar sua pipa. Basta acessar http://www.dgabc.com.br/13/Diarinho.aspx

3 comentários:

Anônimo disse...

Adorei essa pipa! Ficou muito legal a foto do Fernandes e as imagens explicativas. Vou montar uma paa meus priminhos agora mesmo!

EE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE disse...

Já brinquei muito de capucheta e esta reportagem nos remete ao passado ao tempos de criança. Esta é uma ótima medida para pais fazerem com seus filhos não custa caro, dá para fazer juntos e assim uma sensaçã maior de proximidade de cumplicidade na relação pais e flhos. Valeu e parabéns diarinho...

Helena (Mauá)

Anônimo disse...

Gente, fiz muitas capuchetas .. era muito divertido, fez parte da minha infância, que saudades, nesse tempo eu tinha tudo ... pai, mãe, vovó, vovô.
Parabéns para o Diarinho por nos remeter a esta faze maravilhosa da vida.
Sula