sábado, 28 de maio de 2011

Quer aprender a fazer um telescópio?

Olhar as estrelas é muito mais divertido por meio de uma luneta. As lentes permitem ver os astros como se a gente estivesse bem pertinho deles. Quem inventou esse incrível aparelho foi o holandês Hans Lippershey, no fim do século 16, mas foi Galileu Galilei que o aperfeiçoou em 1610. Por meio desse instrumento, conseguiu enxergar crateras na Lua e manchas no Sol.





Na edição deste domingo, o Diarinho traz a história da astronomia no livro Ombros de Gigantes (de Annibal Hetem Junior e Jane Gregório-Hetem, da Devir Livraria, 104 págs., R$ 29,90). Por meio de história em quadrinhos, o livro ensina um montão de coisas legais, entre elas como montar uma luneta.

O autor garante que não é complicado, e o material necessário pode ser encontrado em lojas de construção e óticas. Confira abaixo e faça a sua luneta. Depois, deixe registrado no blog como ficou seu instrumento. Mande até fotos, se desejar.


Para visualizar melhor clique em cima de figura e salve em seu computador. Assim, é possível ampliar a imagem para enxergar as instruções.




sexta-feira, 27 de maio de 2011

Domingo é o Dia do Brincar

Foto: Beto Garavello/PSA/Divulgação



Na infância há uma regra que nunca pode ser desobedecida: toda criança deve brincar até não querer mais. Para lembrar disso foi criado o Dia Internacional do Brincar em 29 de maio. Santo André vai comemorá-lo no domingo com programação especial e gratuita, das 10h às 17h, no Parque Antônio Pezzolo (Chácara Pignatari, Avenida Utinga, 136, tel.: 4433-0413).

Estão programas oficinas de fabricação de brinquedos e estarão disponíveis brinquedos infláveis, como o da foto acima, utilizado no ano passado. O público ainda pode conferir dois espetáculos de teatro: No Meio da Noite Escura Tem Um Pé de Maravilha e Brincadeira Vai, Música Vem.



Foto: Júlio Bastos /PSA/Divulgação

E tem mais: a Orquestra Sinfônica de Santo André (foto) apresenta às 15h concerto didático com a participação da atriz e contadora de histórias Paula Knoll. Ela dará explicações sobre a ópera Fosca, composta pelo brasileiro Carlos Gomes, e os instrumentos que formam a orquestra e sua distribuição.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Personagens contam a própria história

Imagine se quem contasse as histórias que você ouve fossem os próprios personagens que fazem parte dela. Assim é a leitura dramática, que mistura de contação e teatro. No palco, os atores leem o texto ao mesmo tempo em que interpretam os papéis.

“Em algumas ocasiões, o cenário e as músicas são sugeridas; porém, o texto está presente fisicamente, pois os atores o seguem durante a apresentação”, explica Nanda Alvarenga, integrante do Consorte (ONG de Artistas de Teatro).


Ficou curioso para saber como é? Neste sábado (28), às 16h, tem a leitura dramática Quarto de Infância na sala Consorte (Avenida Capitão Casa, 1.493, 1º andar), em São Bernardo. Na trama, uma senhora relembra as brincadeiras e aventuras vividas com o irmão no seu quarto do tamanho do infinito. A apresentação integra o projeto Autores Daqui e Dali, que incentiva artistas do Grande ABC.


Se não puder neste fim de semana, fique de olho nas próximas leituras dramáticas do grupo: no dia 9 de julho, às 10h, tem O Gato do Rabo Emplumado, sobre um gato malhado que pensa que é galo e tem o maior orgulho do rabão que imagina ter. A leitura promete ser bem engraçada.


Depois no dia 27 de agosto, às 16h, o grupo vai apresentar Histórias para Lembrar, quando uma escritora que perdeu a memória tenta resgatar suas lembranças conversando com o público.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Cebolinha pede Mônica em namoro



Finalmente, parece que Cebolinha e Mônica fazem as pazes de vez. Na edição 34 da revista Turma da Mônica Jovem, que chega às bancas, os dois podem começar a namorar. Por essa ninguém esperava. Mas é isso mesmo. Mauricio de Sousa já tinha anunciado a novidade pelo Twitter.

Esta é a hora da verdade. Cebola (como agora gosta de ser chamado) percebe que se, não pedir Mônica em namoro, vai perdê-la para outro garoto. Em edições anteriores, ele morreu de ciúmes ao vê-la de paquera.

Os quadrinhos parecem repetir o que acontece na vida real. Dizem que quando um menino e uma menina brigam demais, na verdade, um está a fim do outro. O tempo passou, a gorduchinha virou uma bela jovem, Cebola passou a olhá-la com outros olhos e não deu outra: ele pede a Mônica em namoro. E agora, o que será que vai rolar daqui para frente? Só esperando para ver.

Confira no http://www.revistaturmadamonicajovem.com.br/

terça-feira, 24 de maio de 2011

Top 10 tem fungo brasileiro que brilha



Um fungo que emite luz, encontrado na Mata Atlântica, representa o Brasil na lista das 10 novas espécies consideradas mais significativas descobertas em 2010. A relação é divuldada todos os anos pelo Instituto Internacional para Exploração de Espécies, da Universidade Estadual do Arizona, nos Estados Unidos.

O fungo Mycena luxaeterna tem o caule forrado por uma espécie de gel, que faz com que a espécie emita brilhante luz verde-amarelada. Essa característica é chamada de bioluminescência.


No mundo há cerca de 70 espécies com essa propriedade. O mecanismo é parecido com o que ocorre com os vaga-lumes, que produzem uma substância que libera energia na forma de luz.

Fungo não é vegetal (porque não realiza fotossíntese) nem animal. Pertence a um reino próprio, denominado Fungi, do qual também faz parte o cogumelo.

A lista de 2010 inclui ainda a aranha Darwin’s Bark, com a teia mais resistente já encontrada, a sanguessuga batizada de T-Rex, que tem dentes gigantes, a barata Saltoblattella montistabularis, que pode saltar como gafanhoto, o peixe-morcego, que caminha como morcego, entre outros.


A lista feita anualmente pela Universidade do Arizona é muito importante para a ciência, uma vez que os estudiosos conhecem apenas cerca de 20% do total de plantas e animais que habitam a Terra. Há pelo menos 10 milhões que ainda precisam ser identificadas e classificadas.


segunda-feira, 23 de maio de 2011

O Camelo, o Burro e a Água




O camelo é um bicho econômico por natureza, consegue poupar a água do próprio corpo mesmo vivendo a temperaturas muito altas no deserto. Suporta calor de até 40ºC sem suar e bebe até 100 litros de água de uma única vez. Depois consegue ficar três semanas sem tomar nada, período em que vai usando a gordura da corcova para se hidratar. Não é incrível!!

Esse bicho é um dos protagonistas do livro O Camelo, o Burro e a Água (Sérgio Merli, editora Melhoramentos, 32 págs, R$ 26). Ele não desperdiça uma gotinha sequer ao realizar as tarefas do dia a dia. Já o burro não se preocupa com a natureza e gasta muito na hora de tomar banho, deixando o chuveiro ligado enquanto solta a voz.

Cada um leva sua vidinha, sem saber que o cano que transporta água até suas casas está com problema. Como consequência, têm de viver do que está armazenado na própria caixa. Lógico que o gastão do burro tem grande surpresa. Afinal, a água acaba se não for usada de forma certa.

O mais divertido é que a história é contada só com ilustrações.E entre elas é possível descobrir diferentes maneiras de não desperdiçar.

Você sabe como agir? Observe as imagens abaixo e deixe registrado no Blog do Diarinho o que há de errado entre elas. Conte também como você faz.








quinta-feira, 19 de maio de 2011

Mico-leão-preto nasce por cesariana

Foto: Fundação Durrell / Divulgação



Está quase completando dois meses, o filhote de mico-leão-preto macho que nasceu por meio de cesariana (quando é feito um corte cirúrgico na barriga da mãe para retirar o bebê), na Ilha Jersey, perto da França. Isso foi no dia 22 de março, mas o bebê só foi apresentado agora. Na natureza, a espécie existe apenas no Estado de São Paulo. Os especialistas comemoram o nascimento porque há oito anos o bicho não se reproduzia com sucesso em cativeiro fora do Brasil.

Francisco foi o nome escolhido para o filhotinho, em homenagem ao chefe do departamento veterinário da Fundação Durrel, onde ocorreu o nascimento. A mãe, chamada Roxanne, já tinha perdido dois filhotes. Para não correr o risco, os profissionais acharam melhor fazer a cesariana. Deu certo!

Confira o vídeo abaixo, apesar de ser em inglês, é possível ver Francisco sendo retirado da barriga de Roxanne (fique tranquilo, não aparece sangue!). Há cenas que o mostram recebendo alimento por meio de uma seringa; o filhote tem de comer a cada duas horas, dia e noite. Aos poucos, ele aprenderá a se alimentar sozinho e quando cumprir a tarefa com sucesso voltará para sua família.

A IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais) considera o mico-leão-preto criticamente ameaçado. Também integra a lista de animais ameaçados de extinção do Ibama.







video

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Desenho tem 1ª protagonista com Down

Fotos: Divulgação


Punky é como a maioria das meninas de 6 anos, adora brincar, escutar música, dançar e abraçar. Muito carinhosa, está sempre pronta para ajudar a família. Há apenas uma pequena diferença: ela tem Síndrome de Down. Punk é a primeira protagonista de um desenho com essa característica.

A animação foi criada e produzida na Irlanda e começou a ser exibida no canal RTÉjr no início deste mês. A série conta o dia a dia da garotinha que vive com a mãe, o irmão mais velho, chamado Con, a avó mal-humorada Cranky e o cachorro Rufus.



Se algo não está bem em casa, Punky rapidinho resolve o problema do modo mais simples, deixando todos felizes. No primeiro episódio, por exemplo, a mamãe está doente. A menina, então, encontra formas de impedir que Con, Cranky e Rufus a incomodem.



Aimée Richardson, 29 anos, que também tem Síndrome de Down, é quem faz a voz da protagonista. Canais de outros países, incluindo da América do Sul, demonstram interesse em exibir a série, que será lançada internacionalmente em outubro, durante o Mip Junior - importante evento sobre programação infanto-juvenil que acontece em Cannes, França.


Quem sabe Punky apareça em breve no Brasil. Enquanto isso não acontece, você pode matar a curiosidade visitando o site http://www.punky.ie/ (em inglês).


terça-feira, 17 de maio de 2011

Pedro e o Lobo em notas musicais

Pedro estava na beira da lagoa acompanhado de um pato, um passarinho e uma gata. Ao vê-lo fora de casa, o avô o chamou depressa, pois os lobos estavam por perto. Quando ultrapassaram os portões, o garoto viu o enorme animal avançando sobre o pato que, em vão, tentava escapar. Como não tinha medo, Pedro decidiu caçá-lo. Pegou uma corda e pediu para o passarinho distrair o bichão. De cima da árvore, o menino conseguiu prender o lobo pelo rabo e o entregou aos caçadores.


Imagine essa história contada por meio de vários instrumentos musicais diferentes, cada um representando um personagem. Assim é o espetáculo musical Pedro e o Lobo que na quarta (dia 18), às 15h30, está no Céu Alvarenga (rua Estrada do Alvarenga, 3.752), em São Bernardo. A apresentação é da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo (foto acima), é gratuita e promete agradar a todas as idades.

O musical é muito antigo. Foi composto pelo russo Sergei Prokofiev, em 1936, para mostrar às crianças a diferença de som entre diversos instrumentos. A primeira versão foi gravada na Inglaterra, em 1939, em seis discos (naquela época não existia CD). No Brasil, isso ocorreu em 1989, narrado pela contora Rita Lee, acompanhada pela Orquestra Nova Sinfonieta.



A história também ganhou várias versões impressas, disponíveis nas livrarias. A mais recente é da Editora Conrad (R$ 35), com ilustrações do vocalista da banda de rock U2, Bono Vox, junto com suas filhas, Jordan e Eve. Nos desenhos, Pedro aparece em estilo punk, de cabelos arrepiados, camiseta preta e óculos escuros (veja acima). A gata é inspirada na esposa do cantor e o avô é uma homenagem ao pai. O lobo também é bem transado (abaixo). Vale a pena ver.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Macaco muruqui dá rolê na Imigrantes



Fotógrafos estão sempre atentos a tudo o que se passa ao redor. Edmilson Magalhães, que trabalha no Diário e tem paixão declarada pela vida animal, foi surpreendido há poucos dias por um barulho estranho na mata, durante reportagem sobre a Rodovia dos Imigrantes. Inicialmente, imaginou tratar-se de presença humana. Quando se virou para observar melhor, deu de cara com uma família de macacos brincando e se alimentando entre os galhos de uma árvore.

A bióloga Kátia Rancura, do Zoo de São Paulo, identificou-o como muriqui, um dos primatas mais ameaçados de extinção no planeta. Como as fotos foram feitas no Estado de São Paulo, trata-se do muriqui-do-sul (Brachyteles arachnoides); há também o muriqui-do-norte.


Originário da Mata Atlântica brasileira, o muriqui é o maior primata do continente americano. Os machos chegam a 1,5 m de altura e podem pesar até 15 kg; as fêmeas alcançam 1,2 m e 12 kg. A cabeça é arredondada, a face achatada, os braços bem longos e o pelo é marrom claro. Apresenta cauda preensil (com a ponta enroladinha para poder se agarrar nos galhos). Vive em grupos.

A espécie brasileira está sendo cotada para ser mascote das Olimpíadas de 2016. Kátia escreveu um artigo para o jornal da Sociedade Paulista de Zoológicos argumentando que o evento esportivo é a grande oportunidade para salvar este macaco da extinção e relacionou várias características que fazem do muriqui o candidato ideal ao cargo.




Em tupi-guarani, seu nome significa “povo manso da floresta”, remetendo à ideia de paz difundida nos Jogos Olímpicos. Outro ponto a favor que tem a ver com o evento esportivo é seu comportamento solidário, pois os muriqus vivem harmonicamente em sociedades, na qual se destaca o trabalho em equipe.

Além de muito simpático, esse macaco adora abraçar. O “Abraço do Muriqui” pode ser o símbolo de receptividade nos Jogos Olímpicos, uma das característica do povo brasileiro. Precisa dizer mais?

Quer ajudar o muruqui a se eleger e ganhar fama para ser salvo da extinção? Informe-se mais sobre a campanha e como colaborar pelo site www.ecoatlantica.org




segunda-feira, 9 de maio de 2011

Planetas podem ser vistos a olho nu




Até o fim de maio é possível avistar no céu Mercúrio, Vênus, Marte e Júpter sem ajuda de nenhum aparelho. Para isso, entretanto, é preciso pular da cama bem cedinho, pois ficam visíveis antes de o dia clarear, às 5h30, ao Leste (direção do nascer do sol). Para saber em que posição vão estar, a dica é fazer simulação por meio programa de computador Stellarium, que pode ser baixado gratuitamente na internet.

Vênus é o mais brilhante, mas os quatro planetas podem ser vistos facilmente. É lógico que uma luneta ou um binóculo deixam a brincadeira mais divertida. No dia 28, a lua crescente vai se alinhar aos planetas, deixando o cenário ainda mais bonito.

Apesar de raro, não é a primeira vez que um espetáculo desse tipo acontece. Em julho de 2010, Mercúrio, Vênus, Marte e Saturno apareciam no início da noite, do lado Oeste (em que o sol se põe).

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Turma do Cocoricó volta a se aventurar na cidade



Foto: Cleones Ribeiro/Divulgação

Júlio, João, Vitória e Mauro se divertem na cidade


Tem novidade na telinha. Acaba de chegar a nova temporada do Cocoricó na TV Rá Tim Bum. A série, que completa 15 anos em 2011, terá 26 episódios inéditos exibidos de segunda a sexta, às 20h15. Aos sábados, às 20h15, e domingos, às 12h, tem maratona dos mesmos capítulos.

A turma do Paiol volta a se aventurar na cidade grande e, novamente fica hospedada no apartamento do primo João. A inclusão social será um dos temas abordados na nova fase de Cocoricó na Cidade. Para falar sobre o assunto, o seriado contará com a participação de Mauro, que é deficiente visual e amigo de Júlio.



O Boto é uma das lendas que virou desenho


LENDAS ANIMADAS
As lendas brasileiras mais famosas você certamente conhece. Mas que tal conferi-las em animações divertidas, produzidas no País? A TV Rá Tim Bum também exibe aos sábados, às 13h, e aos domingos, às 20h15, a série Juro que Vi. Cada episódio traz um personagem diferente do folclore: Saci, Curupira, Boto, Iara e Matinta Perera.

domingo, 1 de maio de 2011

Dia para celebrar as conquistas dos trabalhadores

Sabia que hoje é feriado? Neste domingo, 1º de maio, comemora-se o Dia Mundial do Trabalho. A data serve para lembrar as conquistas dos trabalhadores, como direito à férias, redução das horas trabalhadas, entre outras.

A comemoração surgiu após grande manifestação, ocorrida em 1º de maio de 1886, em Chicago, nos Estados Unidos. Milhares de pessoas protestaram contra as péssimas condições de trabalho da época.

A greve (quando para-se de trabalhar) afetou todo o país. No dia 3, teve início a briga entre os manifestantes e a polícia; muitos ficaram feridos e alguns morreram. O protesto ficou conhecido como Revolta de Haymarket.

Somente no início do século 20 algumas nações passaram a criar leis para garantir os direitos dos trabalhadores. Em 23 de abril de 1919, a França mudou a jornada de trabalho para oito horas diárias e estipulou 1º de maio como feriado nacional.

A Rússia passou a comemorar também em 1920. Em seguida, diversos países adotaram a celebração. No Brasil, isso aconteceu em 1924. A partir disso, as principais leis e mudanças a favor do trabalhador foram anunciadas nessa data. Entre elas, a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), que dá direito a férias e apesentadoria. Foi criada em 1º de maio de 1943 pelo presidente Getúlio Vargas.